Supercopa do Brasil: para favorecer ataques, CBF vai testar nova linha do VAR

Por Redação em 24/01/2023 às 17:53:58
Jogo entre Palmeiras e Flamengo também terá lances exibidos nos telões durante checagem A Supercopa do Brasil, a ser disputada entre Palmeiras e Flamengo neste sábado, em Brasília, terá uma novidade no VAR. Quando houver sobreposição, ainda que mínima, da linha do último atacante e do penúltimo defensor, o lance será considerado legal. Na teoria, isso beneficia os atacantes e tende a reduzir o número de lances anulados por impedimento.

A informação foi publicada inicialmente no portal "Metrópoles" e confirmada pelo ge. O jogo será disputado às 16h30 no estádio Mané Garrincha.

Dudu e Gabigol vão se enfrentar no sábado

Infoesporte

Também na Supercopa do Brasil, os lances analisados pelo VAR serão exibidos em tempo real nos dois telões do estádio.

A tendência é que as duas novidades testadas na Supercopa do Brasil sejam utilizadas ao longo do ano no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.

Na Premier League, quando há sobreposição das linhas, o lance é considerado legal

Reprodução/ESPN

Em agosto do ano passado, Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem da Globo, entrevistou Mike Riley, chefe dos árbitros da Premier League, e publicou em seu blog a explicação da diferença entre Inglaterra e o Brasil.

– A principal diferença está na programação do sistema que gera a linha. Na liga inglesa, quando as linhas se sobrepõem, o benefício da dúvida é pró-ataque. Nesse caso, a linha fica verde, e o atacante é considerado em posição legal. Já no Brasil, quando as linhas se sobrepõem, a decisão depende da cor que prevalece. Se for azul, a posição é legal. Se for vermelha, a posição é de impedimento. O gol anulado de Pedro Raul, do Goiás, contra o Atlético-GO seria validado na Premier League.

Gol anulado de Pedro Raul em Goiás x Atlético-GO em 2022 seria validado com a nova linha do VAR

Reprodução

Nesta segunda-feira, a operação do VAR foi testada no estádio Mané Garrincha – tanto a reprodução dos lances nos telões quanto as novas linhas.

Fonte: Globo Esporte/G1

Comunicar erro

Comentários